sexta-feira, 28 de novembro de 2014

A cor dos flamingos


Será que podemos dizer "diz-me o que comes, dir-te-ei de que cor és?"

A resposta é sim - pelo menos para alguns seres vivos!

Vejamos os flamingos: são aves esbeltas que nos fascinam, principalmente, pela sua cor - um lindo rosa avermelhado a que não ficamos indiferentes.

Mas sabia que essa bela cor resulta da sua alimentação?

Os flamingos alimentam-se de crustáceos, algas e pequenos insetos ricos em pigmentos parecidos com os que existem nas cenouras a que chamam carotenóides. Após a sua ingestão, estes pigmentos depositam-se em várias partes do corpo, incluindo nas penas, nas pernas e no bico. A intensidade da cor depende da quantidade de pigmentos presentes na dieta.

Portanto os flamingos com uma cor mais viva são aqueles que vivem em locais onde podem ingerir elevadas doses de carotenóides.

De fato, está bem demonstrado que uma alimentação pobre em pigmentos originará uma plumagem mais clara ou mesmo esbranquiçada.

Mas os flamingos não são os únicos mestres da pintura.
A cor característica dos salmões também é reflexo da sua alimentação.

Créditos: Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, no Porto - “Faça-nos perguntas!” aqui questoesbiotecnologia@porto.ucp.pt



* Porque viver na escuridão, se pelas cores é tão mais fácil enxergar? 
- Tatiana Moreira Alvarez -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.