sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Sabe tudo sobre champanhe?



Créditos MOOD




Conheça as regras para melhor apreciar aquela que é a bebida da época de festas por excelência. Sabia, por exemplo, que a rolha não deve saltar e que não deve beber o líquido muito frio?

Não deixe a rolha saltar: Uma garrafa de champanhe tem três vezes mais pressão do que um pneu de um carro, por isso o metal no topo tem um propósito. Para abrir a garrafa, torça a garrafa e não a rolha. Se o fizer corretamente, não vai ouvir o característico barulho da rolha a saltar.

Todo o champagne deve vir de uma região francesa com o mesmo nome (exceto a marca Korbel, da Califórnia, que legalmente pode usar a marca 'California Champagne'). Champagne tem um clima frio, com pouco sol e muita chuva e solo rico em minerais. A bebida é feita de uma destas uvas ou da sua combinação: chardonnay (chamado de champagne branco do branco) e duas uvas negras, a pinot noir e pinot meunier. O champagne é fermentado uma segunda vez, com a garrafa já selada, o que provoca o aparecimento das bolhas. No século XVIII era a bebida da realeza, havendo por isso a ideia de que é uma bebida reservada a momentos especiais. Mas saiba que o champanhe equivale apenas a um por cento de todo o vinho produzido no mundo ou seja, 350 milhões de garrafas por ano. O preço vem da raridade e do processo difícil e moroso. Conheça as ideias mais comuns quando falamos desta bebida.

Conheça a bebida que escolhe: Não olhe apenas para a marca. Extra seco, por exemplo, é mais doce do que bruto, que é mais seco do que semi-seco, que ainda assim é doce. Saiba ainda que os champanhes vintage são os melhores de cada produtor porque são feitos no seu melhor estilo, já os não-vintage podem misturar várias colheitas. O champanhe rosé resulta de uma mistura com vinho tinto, para obter a cor rosa, mas não é necessariamente mais doce.

Não beba o champanhe demasiado frio: Se a bebida é servida demasiado gelada, não sentirá o verdadeiro aroma. Retire a garrafa da geladeira e, se necessário, deixe-a aquecer uns minutos antes de servir.

Pode acompanhar uma refeição: Muitos sommeliers dos melhores restaurantes, em caso de dúvida sobre que vinho aconselhar, optam pelo champanhe. Isto porque a bebida é ácida, com um travo a lima, o que oferece um bom complemento a peixe ou carne. Dependendo do produtor, pode ser mais doce, amanteigado ou mineral.

Escolha o copo correto: Ao contrário do que se pensa, a flute não é sempre a melhor opção para beber champanhe. Experimente um copo de vinho branco, que oferece mais espaço para o vinho respirar. Uma flute em forma de tulipa concentra mais as notas. São duas experiências diferentes, que deve experimentar.

O champanhe também envelhece: Existem champanhes de 20 a 30 anos maravilhosos, pois o envelhecimento permite uma maior integração dos sabores em camadas idênticas.

Champanhe também pode respirar: Experimente abrir uma garrafa. Beba cinco minutos depois, 15 minutos e 30 minutos para perceber a diferença na bebida. Para saborear a verdadeira essência, deixe as bolhas desaparecerem antes de beber, uma vez que estas enganam o palato, fazendo o gosto maus seco e ácido.   (Por MOOD/ Joana de Sousa Costa) 

Fonte:  Sapo.LifeStyle




* Champagne é o único vinho que dá brilho aos olhos sem ruborizar a face. 
- Madame de Parabère -



2 comentários:

  1. Respostas
    1. Há sempre o que aprender, eu nunca tinha pensado nas taças da forma como está na matéria. rsrs

      Beijos!

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.