quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Sabia que nós, humanos, temos listras como as zebras?


Estão presentes em todas as pessoas e formam padrões semelhantes, 
mas são invisíveis.


Elas têm até nome: linhas de Blaschko. Em 1901 o dermatologista alemão Alfred Blaschko recebeu o crédito para a primeira demonstração dessas linhas.


O doutor Alfred Blaschko entre os séculos XIX e XX estudava doenças da pele e descobriu que pessoas com doenças muitos diferentes tinham os mesmos padrões em suas peles, independente da doença ser adquirida ou hereditária, da cor ou da idade da pele dos pacientes.



elfandarilha.blogspot.com.br


Estas linhas percorrem os braços e pernas e curvam-se pelos lados, semelhantes às listras dos tigres. Nas costas e no tronco elas fazem um redemoinho antes de se curvarem para baixo e encontrarem-se em um profundo V pela espinha dorsal e metade do tronco.


No rosto, estão abaixo e acima dos olhos e nas orelhas, assemelhando-se 
com óculos pintados. Não correspondem com nenhum outro sistema do corpo, não seguem as linhas das veias, artérias, nervos, músculos nem o sistema endócrino.


Qual seria a origem das listras? 


A maioria dos cientistas acreditam que sejam resquícios da maneira como 
as células epidérmicas movem-se durante o desenvolvimento do embrião.



elfandarilha.blogspot.com.br


Alguns raros casos as listras são visíveis - portadores de quimerismo são os que podem ter suas listras visíveis. Quimerismo ocorre quando dois zigotos se fundem logo após a fecundação, misturando características genéticas de dois embriões distintos.



O assunto é sério, claro. Mas nada como descontrair não é mesmo?



Existem outras listras importantes, esta por ser um serviço, um 
direito e uma obrigação, que deve ser respeitada por todos, 
pedestres e motoristas.


elfandarilha.blogspot.com.br



E esta que vai e vem, vira e mexe e a moda está de volta.



elfandarilha.blogspot.com.br


Já usei, claro, era moda! O que acha? Usou na última aparição 
delas em 2012?




* "Algumas pessoas acham que o luxo é o oposto de pobreza, não é.
  É o oposto de vulgar!"  - Coco Chanel - 


2 comentários:

  1. Massa nunca imaginei...


    datainfoblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas somos assim mesmo!

      Obrigada pelo comentário, blog visitado.

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.