segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

E o mundo mudou, com o fuso horário



À medida que a terra dá voltas em torno do Sol e gira sobre seu próprio eixo, partes dela são iluminadas e outras, no escuro.

Razão pela qual é dia em alguns pontos do planeta enquanto é noite em outros, e há diferenças de horários entre os locais.

Até o século XIX, não era assim tão organizado. Cada cidade definia sua própria hora, sem uma coordenação central. Nas ferrovias dos Estados Unidos eram obrigados a manter tabelas com mais de 300 horários diferentes.



imagem www.google.com/imghp?hl=pt-PT


Em 1884, a Conferência Internacional do Meridiano colocou ordem no planeta estabelecendo as regras que hoje usamos: 24 fusos horários, com o horário central baseado em Greenwich (um Distrito de Londres). A leste dele, cada meridiano marca uma hora a mais (+1h), e a oeste, uma a menos (-1h). Houve resistência, lógico, cada país queria o centro em sua própria capital, por fim todos acabaram por aceitar, o Brasil, em 1913.


Os fusos horários foram essenciais para a globalização.



A divisão que respeita exatamente os meridianos para indicar os horários é teórica. Na prática, é usada a civil ou política, o que faz com que o desenho das linhas não fique tão rígido. Muitos países adaptam seus fusos para facilitar atividades comerciais, padronizar o sistema bancário etc.


A frase que já quis dizer algumas vezes!

Distraído, observe o fuso horário e não ligue ao seu amigo que está cinco fusos à direta!!!



* Confuso Horário?


Já fui tarde,


Disse a noite,


Amanhecendo...

- Francismar Prestes Leal -



2 comentários:

  1. Interessante. Imagina a confusão que era antes, cada lugar fazendo seu próprio horário.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não tinham vida fácil o povo, no passado.

      Obrigada pelo comentário

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.