segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Pedras parideiras, tem ideia do que sejam?


“Pedras Parideiras” foi o nome que a aldeia de Castanheira-Portugal, atribuiu ao fenômeno que consiste no desprendimento de nódulos (fragmentos de pedra) que se soltam da “rocha-mãe”.
elfandarilha
© Own work

Fenômeno de granitização único no país e raríssimo no mundo inteiro. Trata-se de um afloramento granítico que tem incrustados nódulos envolvidos por uma capa de biotite em forma de disco biconvexo os quais, por efeito da erosão, se soltam da pedra-mãe - daí a denominação de "parideiras" - Situa-se em plena Serra da Freita, nas imediações do lugar da Castanheira, em Portugal e podem ser encontradas também próximo a S. Petersburgo, na Rússia.
elfandarilha
© António Moura

Os nódulos de 1 a 12 cm de diâmetro com formas discóides e biconvexas são compostos pelos mesmos elementos mineralógica do granito, a camada externa é composta por biotite e a interna possui um núcleo de quartzo e feldspato potássico. Estes nódulos ao se desincrustarem dos núcleos da rocha-mãe por termoclastia/crioclastia deixam uma camada externa em baixo relevo nos núcleos da rocha-mãe e espalham-se à volta desta.


Em Portugal as Pedras Parideiras simbolizam a fertilidade na tradição ancestral da região, esta tradição está ainda presente nas populações locais. Acredita-se que dormir com uma pedra parideira debaixo da almofada aumenta a fertilidade.


"Os homens em sociedade são como as pedras numa abóbada, resistem e ajudam-se simultaneamente." - Marquês de Maricá -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo