sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Onde encontram-se as dez melhores casas de ópera do mundo?


Arquitetura marcante e apresentações memoráveis, encantam turistas e espectadores. São reconhecidas em várias regiões pelos mundo. Em geral são lugares onde nasceram e viveram grandes cantores, compositores e maestros, e que até hoje, são lembrados pelo passado admirável.

Estes palácios, abrigados em muitas metrópoles, recebem majestosas apresentações de balé, orquestras, óperas entre outras. Estes momentos são verdadeiros símbolos de identidade nacional, criados há séculos e preservados com a finalidade de manter vivas as raízes arquitetônicas e culturais do país.



Teatro Amazonas - Manaus, Brasil
Construído no final do século 19 é, sem dúvida, o mais importante prédio da cidade, não somente pelo seu inestimável valor arquitetônico, mas principalmente pela sua importância histórica, uma prova viva da prosperidade e riqueza vividos na fase áurea da borracha. Apresenta arquitetura eclética, com influências de diversos países europeus. Atualmente, o local tem capacidade para 701 espectadores, e recebe não somente concertos de música clássica e balé, mas também shows de outros gêneros e eventos.
© AVG/ TV Amazonas


La Fenice - Veneza, Itália
Não é difícil entender o motivo do nome deste teatro "A Fênix". Seu nome reflete seu papel em permitir que uma companhia de ópera para "renascer das cinzas", apesar de perder o uso de três teatros ao fogo. Erguido em 1792, o La Fenice foi devastado e reconstruído inúmeras vezes. O último caso ocorreu em 1996, quando um incêndio arruinou praticamente todo o prédio. Em 2003, o teatro foi novamente restaurado e reaberto ao público. É um dos marcos mais famosos e renomados da história do teatro italiano, bem como os da Europa.
© Didier Descouens


Teatro Bolshoi - Moscou, Rússia
É um dos pontos turísticos mais visitados da Rússia. Foi inaugurado em 1825 para receber apresentações de teatro. É a sede da Academia Estatal de Coreografia de Moscou, ou simplesmente "Balé Bolshoi", uma das mais prestigiadas companhias de ópera e balé do planeta. O Teatro Bolshoi possui uma única filial de sua escola de balé fora da Rússia. A filial situa-se na cidade de Joinville (Santa Catarina), no Brasil.
© DmitriyGuryanov


Metropolitan Opera House - Nova York, Estados Unidos
Localizada no complexo urbanístico Lincoln Center, abriga a maior companhia de música clássica da América do Norte, a Metropotilan Opera. O primeiro palácio foi erguido em 1883, na região da Broadway. No entanto, por conta de problemas estruturais, houve a necessidade de construir um novo prédio, maior e mais moderno. Desde então, o novo edifício, inaugurado em 1966 recebe os principais concertos do grupo. A casa de ópera tem sido destaque em vários filmes e programas de televisão.
© Wikipedia


Teatro Colón - Buenos Aires, Argentina
Principal casa de ópera de Buenos Aires. Acusticamente, é considerado um dos cinco melhores teatros do mundo. O atual Colón substituiu o teatro original, inaugurado em 1857. O atual teatro foi inaugurado em 25 de março de 1908 com a ópera Aida, de Giuseppe Verdi, após 20 anos de obras. Localiza-se em uma das regiões mais nobres da capital argentina, a icônica Avenida 9 de Julho. Perdeu parte de seu prestígio no início do século 21, mas voltou aos tempos áureos após uma grande reforma, concluída em 2010.
© Veronique Debord-Lazaro


Ópera Garnier - Paris, França
O edifício é considerado uma das obras-primas da arquitetura de seu tempo. Construído em estilo neobarroco, é o 13º teatro a hospedar a Ópera de Paris, desde sua fundação por Luís XIV, em 1669. Sua capacidade é de 1979 espectadores sentados. A "Palais Garnier" apresenta um estilo eclético, com influências barrocas e renascentistas. Hoje, o local continua recebendo concertos e apresentações de música erudita.
© Eric Pouhier


Sydney Opera House - Sydney, Austrália
Certamente, é o edifício mais emblemático da Austrália. Localizado na Baía de Sydney, no coração da metrópole australiana, o palácio foi projetado em 1959 e concluído apenas em 1973. O maior dos auditórios tem capacidade para aproximadamente 2,7 mil pessoas. Quando o edifício da Ópera de Sydney ficou concluído, constituiu uma marca geográfica, na verdadeira acepção da palavra, que colocou a Oceania no mapa mundial.
© Diliff


Alla Scala - Milão, Itália
O Teatro alla Scala foi construído por determinação da imperatriz Maria Teresa da Áustria, para substituir o Teatro Regio Ducale, destruído por um incêndio em 1776, devendo seu nome à igreja de Santa Maria alla Scala que antes se erguia no local. Obra do arquiteto neoclássico Giuseppe Piermarini, foi inaugurado em 3 de agosto de 1778 com a opera de Antonio Salieri, L'Europa riconosciuta, com libreto de Mattia Verazi. Continua sendo uma das casas de ópera mais famosas do mundo, recebendo inúmeros concertos de gala.
© Paul de Reggio


Real Opera House - Londres, Inglaterra
Situado no distrito de Convent Garden, a Royal Opera House é a principal casa de ópera da Inglaterra. A estrutura do teatro é datada de meados do século 18, quando ainda era um local simples, chamado apenas de "Convent Garden". Em 1808, a estrutura foi reconstruída, dando lugar a uma famosa casa de espetáculos. O edifício atual é o terceiro teatro erguido no local. A fachada, o foyer e o auditório datam de 1858, mas quase todos os outros elementos do atual complexo datam de uma extensa reconstrução efetuada nos anos 90 do século XX. Só em 1892 passou a ser chamado pelo nome atual.
© wikiwand


Teatro di San Carlo - Nápoles, Itália
É o mais antigo teatro da Europa ainda em atividade. Fundado pelo Bourbon Carlos III da Espanha, sendo inaugurado em 4 de novembro de 1737 foi, por décadas, a maior casa de ópera do mundo. Apresenta elementos decorativos em ouro e cadeiras com estofamento azul - uma referência à cor da família Bourbon, uma das mais nobres da Europa. Hoje em dia, o San Carlo tem capacidade para pouco mais de três mil pessoas.
© Radomil


"Ir ao teatro é um prazer, participando de uma alegria ballet, render-se à 
ópera, a felicidade". - Annelou Dupuis -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.