sexta-feira, 24 de julho de 2015

Engenharia que impressiona, elevadores


O primeiro elevador foi criado em Roma no século I a.C., por um engenheiro chamado Vitrúvio.

Elisha Graves Otis (3 de Agosto de 1811 - 7 de Abril de 1861), tratou da segurança. Inventou um sistema que impedia uma eventual queda do elevador, de forma que acoplou uma mola resistente de aço preso ao vagão que engrenava com uma catraca caso a corda que iça o elevador arrebentasse. A invenção do Sr. Otis aumentou a confiança pública nos elevadores, que foi fundamental no crescimento da construção de arranha-céus. A invenção permitiu a edifícios e arquitetos subir cada vez mais alto, dando uma forma nova e mais arrojada ao skyline urbano moderno. A companhia fundada por ele tornou-se a maior companhia de elevadores do mundo. Hoje, é uma unidade da United Technologies Corporation.

elfandarilha
© domínio público/ Creative Commons


Roda de Falkirk - Falkirk , Escócia
Este elevador rotativo, na verdade, serve para transportar barcos. A complexa obra de engenharia e arquitetura foi inaugurada em 2002 para ligar dois canais de diferentes alturas: Clyde Canal e Union Canal. Desde então, tornou-se uma popular atração turística da Escócia.
© Sean Mack  / Creative Commons


Elevador de Santa Justa  - Lisboa, Portugal
Teve obras iniciadas em 1898 e a inauguração ocorreu em 1902.Também referido como Elevador do Carmo, constitui-se num dos monumentos mais interessantes da Baixa de Lisboa. A diferença de nível entre o piso da estação inferior (Rua de Santa Justa, na Baixa) e o da superior (Rua do Carmo) é de trinta metros. O alto da torre, acedido por uma estreita escada em caracol, é ocupado por esplêndidas vistas sobre o Rossio, a Baixa de Lisboa, o Castelo de São Jorge na colina oposta, o rio Tejo e as ruínas da Igreja do Convento do Carmo.
elfandarilha
© Luca Galuzzi - www.galuzzi.it


Elevador Lacerda - Salvador, Brasil 
É o primeiro elevador urbano do mundo, foi inaugurado em 06 de dezembro de 1873. Do alto de suas torres, descortina-se a vista da Baía de Todos-os-Santos, do Mercado Modelo e, ao fundo, o Forte de São Marcelo.
elfandarilha
© Creative Commons/Luan 


Elevador de Hammetschwand - Bürgenstock, Suíça
É o maior elevador ao ar livre da Europa. São 153 metros de altura e os passageiros são levados até o cume do Hammetschwand em menos de um minuto. Do topo da estação de Hammetschwand (1.132 metros de altitude), a vista panorâmica do Lago de Lucerna e dos Alpes.
elfandarilha
© Creative Commons/Baum ocupante


Gateway Arch - St. Louis, Estados Unidos
Localizado em St. Louis, Missouri. Tem 192 metros de altura, sua construção teve início em 1963 e concluída em 1965. É um monumento em homenagem à história da expansão para o Oeste, o arco representa "o espírito dos homens e mulheres que venceram o Oeste e aqueles que no último instante se esforçaram contra outras fronteiras".
elfandarilha
© Dirk Beyer


AquaDom - Berlim, Alemanha
Trata-se de um aquário de água salgada situado no interior do hotel Radisson de Berlim, Alemanha próximo da Ilha dos Museus, o Palácio Real e ao Alexanderplatz, foi inaugurado em dezembro de 2003 e aberto ao público em 2004. Construído em vidro sintético e em seu interior possui um ascensor (elevador) transparente.
elfandarilha
© http://www.germany.travel


Elevador Bailong - China 
É um elevador em vidro, são 330 metros de altura e detém o título de maior elevador externo do mundo. Em 16 de junho de 2015 foi oficialmente reconhecido pelo Guinness Book Records como o mais alto elevador ao ar livre do mundo. É composto por três elevadores de dois andares. Sua construção causou polêmica ambiental internacional, pois Wulingyuan é uma área de interesse paisagístico e histórico na província de Hunan, declarada Patrimônio Mundial da Unesco. Antes de sua construção o local já recebia 5 milhões de visitantes por ano. 
elfandarilha
© Ivan Dubya / Creative Commons


SkyView - Estocolmo, Suécia
Está no maior edifício esférico do mundo o Ericson Globe e foi inaugurado em fevereiro de 2010. Não há maneira melhor de ver Estocolmo. Os elevadores de vidro em forma de gôndola fazem um trajeto de 20 minutos até o topo, que está a 130 metros de altura. 
elfandarilha© Sören Andersson


Elevadores da Torre Eiffel - Paris, França 
O famoso monumento parisiense tem cinco elevadores: um em cada pilar que sustenta a torre, além de um outro que faz o trajeto entre o segundo andar e o topo. Uma raridade: dois dos elevadores originais ainda estão em serviço na Torre Eiffel. Fato curioso: A torre Eiffel seria demolida em 1909, foi salva por ter sido reaproveitada como antena de rádio gigante. Já pensou Paris sem o glamour da torre?
elfandarilha
© Jebulon / Creative Commons 


Asansör - Izmir, Turquia
O elevador foi construído em 1907 por um rico banqueiro e comerciante judeu para facilitar o acesso da linha costeira estreita do bairro de Karatas à parte alta da cidade. Das janelas, é possível admirar uma belíssima vista da baía. 
elfandarilha
© Ergener/ Creative Commons


Lloyd's Building - Londres, Inglaterra
Conhecido também como o "edifício ao avesso", tem a particularidade de abrigar os elevadores, tubulações e escadas do lado de fora. O edifício é composto por três torres principais e três torres de serviços em torno de um espaço central, retangular. No total, são doze elevadores de vidro que descortinam uma bela vista sobre Londres, incluindo o rio Tâmisa e outros pontos turísticos da cidade.
elfandarilha

© Stephen Richards / Creative Commons 


Elevador do Taipei 101 - Taipei, Taiwan
Segundo o "Livro dos Recordes", o elevador mais rápido do planeta está instalado no Taipei 101, um dos edifícios mais altos do mundo. Em apenas 30 segundos, o elevador chega até o andar 101 a partir do térreo, atingindo uma velocidade impressionante de 60,6 km/h. Taipei 101 possui um observatório interno no 89° andar e um observatório externo ao ar livre no 91° andar. Ambos oferecem visão panorâmica. Em 2005 e uma das Sete Maravilhas de Engenharia (Discovery Chennel) e em 2006 uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno (revista Neesweek).
elfandarilha© trcheng / Creative Commons 


"Mais custa quebrar rocha do que escavar a terra; mais sólido, porém, o edifício que nela se firmou. A grandeza da obra é quase sempre devida à dificuldade que se encontra nos meios a empregar". - Agostinho Silva -


4 comentários:

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.