quarta-feira, 15 de julho de 2015

10 incríveis lagos em crateras vulcânicas


A natureza sempre nos surpreende: desertos, ilhas, rios, vulcões cenários naturais, alguns parecem montagem. Os lagos também fazem parte da lista e há milhares de anos encantam com tonalidades deslumbrantes, águas calmas... Há espelhos d'água formados pela chuva, por água doce, derretimento de geleiras, alguns somente acessíveis por meio de longas caminhadas até o topo do vulcão. Encontramos, por vezes, águas com características ácidas, tonalidade esverdeada brilhante resultado da ação dos gases vulcânicos.


Lago do monte Ruapehu - Nova Zelândia

Está localizado na Ilha Norte da Nova Zelândia. O Ruapehu é um dos mais ativos vulcões da Nova Zelândia. Sua cratera abriga um lago formado por cinzas, barro e água armazenados em seu topo. Já foi cenário de inúmeros filmes, entre eles a trilogia de "O Senhor dos Anéis".
 title=© Shutterstock

Laguna de Quilotoa - Equador

Este impressionante lago equatoriano fica no interior de uma cratera vulcânica a mais de 3.500 metros de altitude. Após a mais recente erupção, há aproximadamente 800 anos, a cavidade começou a acumular água e formar o lago de 250 metros de profundidade e três quilômetros de largura.
 title=© Shutterstock

Lagos do vulcão Kelimutu - Indonésia

Três lagos embelezam a cratera do vulcão Kelimutu, na ilha de Flores. O mais interessante é que cada um deles tem um cor distinta: enquanto um apresenta tons azuis, os outros oscilam entre o verde e o vermelho intenso, quase negro. Segundo a lenda local, quando alguém da região morre passa a habitar um dos lagos, dependendo de sua idade e caráter.
 title=© Shutterstock

Crater Lake - Estados Unidos

É famosa por sua cor azul profunda e claridade da água. Está localizado na caldeira do monte Mazama, no sul do estado norte-americano do Oregon. Não há rios que correm para dentro ou para fora do lago; a evaporação é compensada pela chuva e neve. A época alta para visitas é entre os meses de julho e setembro, quando há pouca precipitação.
 title=© Shutterstock

Lago do vulcão Taal - Filipinas

Localizado a 50 quilômetros de Manila, a capital das Filipinas, este lago em cratera é um dos cartões-postais naturais mais famosos do país. Toda essa área, na verdade, fica no meio de uma ilha do lago Taal, que por sua vez está dentro de outra caldeira vulcânica.
elfandarilha© Shutterstock

Lago Okama - Japão

Também conhecido como o "Lago das Cinco Cores", por mudar de tom de acordo com a época, o Okama encontra-se na cratera do monte Zao, situado no limite entre as províncias japonesas de Yamagata e Miyagi.
 title=© Shutterstock

Lago Viti - Islândia

Nas colinas ao norte de Hverir, a área em torno do vulcão Krafla tem sido uma região de atividade vulcânica nos últimos 3 mil anos, sem mostrar sinais de esfriamento. Quando o lado oeste entrou em erupção em 1724, formou-se uma nova cratera chamada Viti (Inferno) que, anos mais tarde, originou um belo lago. 
 title=© Shutterstock

Lago Azul - Austrália

Ocupando uma das crateras do extinto monte Gambier, este lago de tom azul intenso fica na segunda cidade mais populosa do estado de Austrália do Sul, batizada com o mesmo nome do vulcão. Em novembro, a água ganha um belo tom azul-escuro que dura até o mês de abril, quando o lago volta a ficar cinza-azulado.
 title=© Shutterstock

Lago Heaven - Coreia do Norte e China

Situado na fronteira entre o território chinês e norte-coreano, este lago encontra-se dentro de uma caldeira no topo do vulcão Baekdu. Abrange 9,82 quilômetros quadrados.
 title=© Shutterstock

Lago do Kerið - Islândia

Este lago de cratera vulcânica, localizado na parte sudoeste da Islândia, tem aproximadamente 55 metros de profundidade, 170 metros de largura e 270 metros de diâmetro. Integrante de uma rota turística chamada "Golden Circle", o lugar está cercado de paredões íngremes que podem ser percorridos a pé em alguns pontos. A caldeira não é de pedra vulcânica negra, e sim vermelha, mas se destaca acima de todos os outros por sua perfeição, e ainda intacta, apesar da atividade sísmica.
 title=© Shutterstock


"A natureza não faz nada em vão". - Aristóteles -


3 comentários:

  1. São lugares tão lindos que parecem de mentira.

    ResponderExcluir
  2. Seu blog me faz viajar sem sair de casa!!!

    ResponderExcluir
  3. Boa noite,Rita.
    Muito lindo, fiquei maravilhada. A natureza é uma perfeição, ao mesmo tempo que pode provocar uma imensa destruição dá também origem a coisas de extrema beleza.
    Bjus
    Ciça

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.