segunda-feira, 9 de março de 2015

A política da traição ao povo


elfandarilha.blogspot.com.br/

Após a tão esperada lista que criou expectativas na sociedade, que merece ser tratada com respeito, ter direito à igualdade de trabalho, salário, saúde, educação e principalmente justiça, podemos afirmar que a montanha pariu um rato.

A dita lista deveria, pelo menos era o que as pessoas esperavam, ver constar o nome dos chefes ou líderes. Nenhum, ninguém são todos participantes à solo.
Neste país não existe um mínimo de sensatez quando trata-se de punir culpados que estejam ocupando cargos eletivos! 
São inúmeros os que perderam as eleições e ocupam postos privilegiados no executivo e legislativo em todos os estados da federação, inclusive no Distrito Federal. São vestais reprovadas nas urnas, os eleitores foram honestos e deixaram muitos sem reeleição.

Será que está, pela lista apresentada, decifrado o enigma da ausência de culpa dos ocupantes do Poder Executivo? Eles não se envolveram no escândalo são puros e honestos até debaixo d'água e do óleo inclusive das águas de Belo Monte e do óleo que não chegou à refinaria Abreu e Lima?
Devemos homenagear nossos gestores públicos íntegros que são da legalidade e da honestidade que não se deixaram corromper pelos crimes do Poder Legislativo? Devemos?

Enquanto os corruptos apossam-se do dinheiro que deveria ser destinado a investimentos, geração de emprego e riqueza para o país a população fica encurralada. Sendo penalizada com aumentos nos preços de combustíveis, eletricidade, gás de cozinha, passagens de transportes públicos, cortes nos direitos trabalhistas e outros mais.

O que vivemos hoje, esta austeridade como eles chamam com critérios e objetivos quase que exclusivamente financeiros, para não dizer financistas, gerando uma economia que mata, precisa ser combatida. Esta austeridade imposta pelos governantes quase sempre desonestos, empurram as pessoas para o nível de indigência. Os cidadãos, homens e mulheres vivem sufocados entre o estado e mercado. É o domínio do mercado e do comércio, da preocupação financeira deixando para segundo ou terceiro lugar a preocupação da solidariedade, do social, do humanismo e da justiça.

Se faz urgente que se restabeleça o respeito ao povo e o político entenda que ninguém tem obrigação de pagar impostos sem ter retorno. 
E como o poder emana do povo, já se faz necessário levar ao conhecimento daqueles que deveriam ser "nossos representantes" que não estão cumprindo com suas obrigações, estão traindo a confiança do povo trabalhador.


* A corrupção cresce na medida em que a população se cala! 
- Ronaldo Marcelo Kravicz -


2 comentários:

  1. Disse tudo!
    Estamos pagando impostos somente para sustentar a roubalheira destes políticos! Saúde, segurança e educação zero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pela carga tributária do Brasil é semelhante a países onde todos tem educação, saúde, saneamento. Para onde está indo o dinheiro, a pergunta que os governantes deveriam responder.

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.