terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Estrelas da era de ouro do cinema ainda vivas



Premiados, talentosos e estiveram por décadas desempenhando grandes papéis.


Kirk Douglas

(09 de dezembro de 1916). O ator acaba de completar cem anos e, como profissional, ele, nada melhor pode ser dito para enumerar a lista de diretores com quem trabalhou: Wilder, falcões, Mankiewicz, Tourneur, Huston, Wyler, Minnelli, Hathaway, Vidor, Kubrick, Preminger, Fleischer, Aldrich, Sturges Frankenheimer, Donen, Ritt, Kazan, De Palma e Mann. Apesar de "Spartacus" ou "Glória Feita de Sangue", que foi indicado três vezes ao Oscar por "Lust for Life", "The Bad" e "O Ídolo de Barro", foi apenas em 1996, que recebeu o prêmio honorário em reconhecimento a toda a sua carreira.
 title=
© Word History Archive/East News


Sophia Loren

(20 Setembro 1934) um mito que se fez conhecida desde a sua juventude. Ela disse que tinha a sensação de que não tinha deixado a Itália, porque todo mundo parou para olhar para ela durante as filmagens como se estivesse em casa. Suas obras com Vittorio de Sica e Marcello Mastronianni lançou-a para a fama internacional como uma das atrizes indispensável na Hollywood dos anos 50, onde ela atuou em títulos como 'Desire Under the Elms' (1958) e "Orgulho e Paixão" (1957), embora tenha ganho o Oscar por um filme italiano, "Duas mulheres" (1961), tornando-se o primeiro ganhador a conseguir por um papel onde a língua não era o Inglês. O italiano recebeu um Oscar honorário em 1991 e continua a trabalhar. Na foto, cumprimenta jornalistas em San Sebastian.

 title=
© PASCAL LE SEGRETAIN/GETTY


Sidney Poitier

(Miami, 20 de fevereiro, 1927) foi escalado pela primeira vez ao palco de um teatro e, a partir daí, como fazemos no filme, insistiu em convenções raciais difíceis de sua época. Em 1963, Poitier tornou-se o primeiro ator Africano-americano a ganhar o Oscar de melhor ator por sua atuação em Lilies of the Field. A partir daí participou de vários filmes brilhantes, como "To Sir, With Love", "In the Heat of the Night," e "Guess Who's Coming to Dinner,". 38 anos depois de seu Oscar como ator, a Academia o reconhece novamente com o prêmio honorário.
 title=
© Getty Images


Clint Eastwood

(São Francisco, 31 de maio de 1930). Famoso pelos seus papéis típicos em filmes de ação como um cara durão e anti-herói, principalmente como o Homem sem nome da Trilogia dos Dólares nos filmes western spaghetti de Sergio Leone dos anos 60, e interpretando o Inspetor 'Dirty' Harry Callahan na série de filmes Dirty Harry, das décadas de 1970 e 1980.
Como diretor, seus filmes têm tido criticas positivas. Ganhou quatro vezes o Oscar — duas cada como Melhor Diretor e de Melhor Filme —, e foi homenageado em 1995, recebendo o Prêmio Memorial Irving G. Thalberg em reconhecimento à sua longa carreira no cinema. Por duas vezes foi eleito o ator favorito dos estadunidenses, e é o único ator da história do cinema a estrelar em filmes considerados de "grande sucesso" por cinco décadas consecutivas.
© Flickr/Wikipedia Commons


Julie Andrews

(1 de outubro de 1935), tornou-se a única atriz a ter vencido um Oscar pela atuação num filme de Walt Disney, tendo este sido o musical Mary Poppins (1964), que também marcou sua estreia no cinema. Ela foi novamente nomeada no ano seguinte com 'Sound of Music ", o filme que confirmou seu estrelato em Hollywood, depois do qual ele participou em títulos como "Torn Curtain" (1966) ou "Victor Victoria " (1982), com o marido Blake Edwards. Andrews continuou a trabalhar até recentemente tem se dedicado a dar voz a personagens de filmes de animação de filmes como "Gru, My Favorite Villain" e "Shrek Forever After".
 title=
© FOX


Robert Duvall

(San Diego, 05 de janeiro de 1931) é provável que se mantenha para sempre ligado à figura do diretor do Corleone que jogou durante toda a trilogia "O Poderoso Chefão", embora sua estréia no cinema veio em 1962, no papel de Boo Radley no famoso filme "To Kill a Mockingbird, estrelado por Gregory Peck e ganhou três Oscars. Venceu o Oscar de melhor ator em 1984 em "Tender Mercies".
 title=
© David Shankbone/Wikipedia Commons


Debbie Reynolds

(1 de Abril, 1932), com a tenra idade de 16 ganhou o concurso de beleza Miss Burbank, um contrato cinematográfico e adotou a sigla pela qual é conhecida. Sua carreira foi marcada por seus papéis em 'Singin' in the Rain", com Gene Kelly (A imagem é uma foto promocional do filme)," In & Out "e para jogar Aggie em Halloweentown, atuou em cerca de cinquenta filmes.
 title=
© MGM


Jerry Lewis

(16 de Março 1926) foi um dos grandes nomes da comédia durante os anos cinquenta e sessenta por filmes como "Os botões", "O pálido" ou "O Professor Aloprado". Ele também tem se destacado em títulos amargos como "O Rei da Comédia", sob a batuta de Scorsese.
 title=
© Georges Biard/Wikipedia Commons


Angela Lansbury

(Londres, 16 de outubro 1925). Recebeu 3 nomeações ao Oscar, tendo recebido aos 88, o título honorário. "O Retrato de Dorian Gray" conseguiu elevá-la, mas haverá aqueles que não se lembram da detetive Jessica Fletcher em "Murder, She Wrote" série de que foram registradas 12 temporadas.
 title=
© Pinterest


Michael Caine

(Londres, 14 de março, 1933) parece ter assumido que as gerações mais jovens se lembram dele como o mordomo de 'Batman'. Duas vezes vencedor do Oscar da Academia para Melhor Ator Coadjuvante (por suas atuações em Hannah and Her Sisters e The Cider House Rules).
 title=
© USAT


Doris Day

(3 de Abril, 1924) representava em sua juventude a síntese do decente americano, bem educadas a qual qualquer mãe a queria ver casada com seu filho, era um ícone dos anos 50. Bem constituído especialmente para a comédia trabalhou às ordens de diretores como Michael Gordon, Michael Curtiz, Alfred Hitchcock, e lidar compartilhado com alguns dos principais homens de tempo: Frank Sinatra, Clark Gable e Rock Hudson. Se aposentou do cinema em 1968.
 title=
© Getty Images


Kim Novak

(13 de fevereiro 1933) teve que mudar seu nome real, Marylin, para evitar qualquer comparação com Monroe. Foi a estrela de "Vertigo", (1958), embora tivesse feito anteriormente filmes memoráveis ​​como "Picnic" com Joshua Logan, ou "The Man with the Golden Arm" Otto Preminger. Na década de oitenta viveu um ressurgimento na série "Falcon Crest". Ela atualmente mora com o marido em um rancho no Oregon e dedica-se à criação de cavalos.
 title=
© Mychele Daniau/AFP


Eva Marie Saint

(Newark, 4 de Julho de 1924). O primeiro papel de Saint no cinema foi em On the Waterfront (1954) ao lado de Marlon Brando, trabalho pelo qual foi vencedora do Óscar na categoria Melhor Atriz Coadjuvante. Foi uma das loiras mais perturbadores Hitchcock, em A Hatful of Rain, onde pode ser vista aos beijos com Cary Grant. Também estrelou "Exodus" com Paul Newman e, mais recentemente interpretou Martha Kent, a mãe adotiva de Superman, no filme de 2006 "Superman Returns".
 title=
© Alan Light/Wikipedia Commons


Olivia de Havilland

(Tóquio, 01 de julho de 1916) é mais lembrada pelo papel de Melania em "Gone With the Wind" (é a única sobrevivente do elenco do filme). Recebeu dois Oscars de melhor atriz, pelos filmes "To Each His Own", (1946) e "The Heiress", (1949). Atualmente vive em Paris, sendo uma das últimas estrelas da era de ouro do cinema americano ainda vivas.
 title=
© Paramount Pictures


"O mundo inteiro é um palco, e todos os homens e todas as mulheres são apenas atores." - William Shakespeare -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.