segunda-feira, 28 de novembro de 2016

15 inventores mortos por suas criações


Invenção é o ato de criar uma nova tecnologia, processo ou objeto, ou um aperfeiçoamento de tecnologias, processos e objetos pré-existentes. O termo confunde-se com descoberta, que é a aquisição de um conhecimento novo "porém ao acaso" ou sem um esforço determinado nesse sentido porém aplicado; a invenção, pelo contrário, é fruto de um trabalho dirigido a se multar respostas a um problema. 

As invenções podem ser práticas e contribuir para o desenvolvimento de várias tecnologias. Mas algumas dessas invenções, ao serem testadas, não funcionam, são perigosas, e podem provocar, inclusive, a morte de quem realiza o experimento. 


Marie Curie, especialista em física e química morre por radiação

Ela descobriu o rádio e o polônio e criou a palavra radioatividade. Graças a esse trabalho, foi possível desenvolver a radiografia. Ela ganhou o Prêmio Nobel de Física e Química e continua a ser a única pessoa a ganhar um Prêmio Nobel em duas ciências diferentes. Uma das pesquisas expôs ela a uma grande quantidade de radiação e, devido a isso, ela morreu de leucemia em 1934, devido à grande quantidade radiação, a que esteve exposta em uma pesquisa.
Fontes: BBC e Nobel Prize.org
elfandarilha
© PA


Franz Reichelt, criador de roupas de paraquedas morreu em teste experimental

O frances criou uma roupa específica de paraquedas. Morreu ao saltar da Torre Eiffel, ao testar a roupa.
Fonte: La Presse (Feb. 5, 1912)
Elfandarilha
© Wikipedia


Abu Nasr Ismail ibn Hammad al- Jawhari criador de asas de madeira morre ao voar com experimento

Foi lexicógrafo e teólogo nos séculos 10 e 11 e morreu em uma tentativa fracassada de voar com duas asas de madeira, ao saltar de um telhado da mesquita Nisabur.
Fonte: "Winged Words: Flight in Poetry and History"
Elfandarilha
© Flickr


Jean Françoise Pilâtre de Rozier fez o primeiro vôo de balão de ar quente em 1783

Ele criou o balão Roziere, porém, algo deu errado e sua tentativa de atravessar o Canal Inglês terminou de forma trágica. O inventor do balão morreu durante o voo ao realizar a travessia.
Fonte: Ultimate History
Elfandarilha
© Wikipedia


Francis Edgar Stanley e o irmão gêmeo dele inventaram o automóvel Stanley, em 1896.

Em 1918, os dois irmão venderam o Stanley Motor. No mesmo ano, Francis dirigia seu carro quando desviou bruscamente, na esperança de evitar um acidente. Infelizmente, o carro bateu em uma pilha de lenha e o automóvel capotou, causando a morte dos gêmeos.
Foto: The Stanley Museu
Elfandarilha
© Wikipedia


Cientistas morrem em laboratório após explosão

Em 1946, oito cientistas, incluindo Louis Slotin e Allan Kline, morreram após uma chave de fenda que segurava uma bomba de plutônio escorregar. O acidente causou uma explosão letal de radiação, provocando a morte dos cientistas em um laboratório no Novo México.
Fonte - New York Times
 title=
© Wikimedia Commons


William Bullock esmagou o pé na própria invenção

Ele inventou a impressão de jornais em 1863. Em 1867, teve a perna presa na máquina e foi esmagada pelas engrenagens. Devido a uma gangrena que se desenvolveu na perna, consequência do acidente, foi necessário amputar a perna, faleceu durante a cirurgia.
Fonte: History Wired, Rootsweb/Ancestry
 title=
© Wikipedia


James 'Jim' Fixx, especialista em corrida morreu fazendo o exercício

Iniciou a tendência de corrida após publicações de vários livros de fitness, incluindo "O Livro Completo de Corrida". Faleceu de ataque cardíaco enquanto corria.
Fonte: New York Times
 title=
© Chris Hunkeler / Flickr


Bogdanov morreu ao tentar alcançar a "juventude eterna"

Na década de 1920, Bogdanov tentou com experimentos em transfusões de sangue alcançar a "juventude eterna". Para isso ele convenceu Stalin a criar o Instituto de Transfusão de Sangue. Após 11 transfusões realizadas nele mesmo, Bogdanov disse que a visão havia melhorado e que a calvície havia reduzido. Porém, o fundador da Tectologia (junção de todas as ciências), morreu após uma transfusão utilizando o sangue de um estudante que tinha malária e tuberculose.
Fonte: Genius Stuff
Elfandarilha
© Wikipedia


Thomas Andrews, arquiteto doTitanic morreu a bordo em viagem inaugural

Ele projetou o Titanic com êxito e passou a ser visto como um ídolo na área. Porém, com o incidente que ocasionou o naufrágio do barco, Andrews também morreu. Ele passou suas últimas horas ajudando as pessoas a encontrar coletes salva-vidas, além de ajudá-las a entrar nos botes. Seu corpo nunca foi encontrado.
Fonte: Encyclopedia Titanica
Elfandarilha
© Blue Star Line


Valerian Abakovsky inventor russo de trem com hélice morre ao testá-lo

Ele desenhou um trem movido a ar com hélice para transportar oficiais da União Soviética. O projeto foi cancelado depois do veículo descarrilar em 1921.
Fonte: Engineering and Technology Magazine
Elfandarilha
© Wikipedia Commons


Henry Smolinski e Hal Blake morreram ao realizar o voo experimental

Inventaram o AVE Mizar, um carro voador. Ambos morreram quando as asas removíveis despedaçaram-se durante a voo. Não há notícia de outra tentativa de se criar um novo modelo.
Fonte: io9
 title=
© Wikipedia


Otto Lilienthal, inventor perde controle de seu planador

Foi a primeira pessoa a realizar voos em um parapente, precipitou-se em queda livre de 50 pés. Ele construiu 18 tipos de planadores e já havia voado mais de 2 mil vezes. No seu último voo, perdeu o controle e sofreu uma queda e fraturou a coluna vertebral. Já no hospital, suas últimas palavras foram registradas: "Opfer müssen gebracht werden!"; "Sacrifícios devem ser feitos!"
Fonte: Century of Flight
 title=
© Wikipedia


Li Si, Chanceler chinês morre com seu próprio método de execução

O que era Chanceler sob a dinastia Qin, inventou o "Cinco Punições", um método de tortura: primeiro, corta-se o nariz; em seguida, os pés; a seguir a castração; e, por último, a pessoa é executada. O próprio criador foi condenado por seu sucessor, Zhao Gao, e executado pelo método criado.
Fonte: History of China, Humanities 360
 title=
© Wikipedia Commons


Max Valier, inventor morre ao testar foguete

Em 1928, ele criou carros de foguetes que chegavam a 145 mph. Ao avançar nos estudos, ele começou a experimentar o uso de combustível líquido em foguetes. Em um dos testes, um foguete explodiu e matou-o em 1930.
Fonte: New Mexico Space Museum
Elfandarilha
© Wikipedia


Fontes: MSN/Business Insider, Wikipedia, Wikimedia


“As invenções são, sobretudo, o resultado de um trabalho teimoso.” 
- Santos Dumont -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.