domingo, 14 de janeiro de 2018

Superstição: 8 coisas que dão azar em casa

Há quem seja supersticioso, outras pessoas nem tanto. A verdade é que, passamos a vida a ouvir certas coisas e acabam por ficar impregnado na nossa mente.

Que tipo de pessoa é? Liga a estas coisas? Se sim para começar o ano, de forma mais positiva e afastar tudo o que pode atrair azar, o site Homify reuniu 8 coisas que dão azar em casa e que precisa de mudar já, caso tenha isso na sua vida.

1. Espelho partido ou louças quebradas
Elfandarilha
© Pinterest

A superstição dos 7 anos de azar, quando se parte um espelho, remonta à Grécia antiga!  Segundo as superstições, quebrar um espelho já dá azar. Talvez o azar de o ter partido e ter que gastar mais dinheiro, na compra de um novo. Se partiu o espelho jogue-o fora. O mesmo vale para os copos, não os guarde, até porque poderá cortar-se ao beber neles.

2. Guardar velharias
Elfandarilha
© Pinterest

Não devemos guardar objetos e roupas velhas, porque estes podem impedir a mudança e dificultar o avanço. Tire umas horas do fim de semana, para fazer uma limpeza geral aos seus armários e doe ou descarte, o já não quer e usa. Vai ver que sentirá uma lufada de ar fresco, em sua casa.

3. Vassouras velhas e estragadas
Elfandarilha
© Pixabay

Ao guardar uma vassoura esfarrapada não limpará como deve ser o espaço e tudo ficará no mesmo estado. De acordo com as superstições, guardar uma vassoura velha pode levar a problemas de dinheiro. Por isso, não queira começar mal o ano, troque a sua vassoura, custa tão pouco dinheiro para arriscar.

4. Fotos que não proporcionam emoções positivas
Elfandarilha
© homify 

Imagens pouco inspiradoras, desagradáveis, de catástrofes naturais ou mundiais, tempestades de chuva ou de neve ou outras imagens que não desencadeiam emoções positivas não devem estar dentro da nossa casa. Tudo o que proporcionar negatividade deve estar fora de casa e da nossa vida. É fácil, não?

5. Relógios atrasados
Elfandarilha
© Pixabay

Tem um relógio atrasado em casa? Toca a acertá-lo, se não der porque está avariado, livre-se dele! Queremos avançar na vida e não estagnar, por isso, ponha tudo a horas para ter boa sorte na sua vida!

6. Escada
Elfandarilha
© homify

A superstição das escadas é bem famosa e remonta há 5.000 anos no Egito antigo. Segundo essa cultura uma escada a uma parede forma um triângulo, sendo que os egípcios consideravam esta forma sagrada (pirâmides). Os triângulos representam a trindade dos Deuses e passar por um triângulo era profaná-los.

Esta crença foi ganhando força através dos tempos, sendo que “séculos mais tarde, os seguidores de Jesus Cristo usurparam a superstição, interpretando-a à luz da morte de Cristo”, explicou Panati. “Como uma escada descansou contra o crucifixo, tornou-se um símbolo de maldade, morte e traição. Andar sob uma escada trazia desgraça”. Por exemplo, no Reino Unido, no século XVI, os criminosos tinha de caminhar debaixo de uma escada até à forca, lugar da morte.

7. O gato preto dá azar?
Elfandarilha
© Pixabay

Os gatos pretos são seres vivos que apenas têm a cor preta. São gatos bonitos, meigos e fofinhos como os outros.

Curiosamente, os antigos egípcios consideravam os gatos pretos boa sorte. Tal como o rei Charles I, da Inglaterra, que tinha um gato preto, como animal de estimação. A má sorte chega a partir do momento em que o gato morre e, no dia seguinte, o rei foi preso e acusado de alta traição.

Por outro lado, na Idade Média, noutras partes da Europa, havia outras pessoas com uma crença contrária. Consideravam que os gatos pretos eram os familiares das bruxas ou as próprias bruxas disfarçadas, sendo que o Diabo estaria a olhar para elas! E é assim que a história vinca nos tempos e nas mentalidades...

8. Objetos em forma de sapos
Elfandarilha
© Pixabay

Os símbolos em forma de sapo têm várias interpretações e vários sentidos. Outrora, o sapo esteve associado à magia e à bruxaria. Por isso, tire-os da sua casa.

Fonte: MSN/Homify

“Saber ser supersticioso ainda é uma das artes que, realizadas a auge, marcam o homem superior”. 
- Fernando Pessoa -


Um comentário:

Seu comentário é sempre bem-vindo