quarta-feira, 22 de novembro de 2017

13 entre as doenças mais estranhas da humanidade


Há doenças, síndromes e transtornos que a ciência luta para explicar, e para as quais ainda não existe cura. São doenças extremamente raras que atingem uma pequena porção da sociedade.

Hipertricose
Caracterizado por um crescimento excessivo de pêlos em várias partes do corpo.
Elfandarilha
© Getty Images

Síndrome de Alice no País das Maravilhas
Também conhecida como síndrome de Todd, é uma doença que provoca alucinações. Objetos aparecem distorcidos em tamanho, e o tempo parece passar mais devagar.
Elfandarilha
© Shutterstock

Síndrome da mão alienígena
É uma desordem neurológica, devido a que os membros do paciente parecem ter suas própria vida.
Elfandarilha
© Shutterstock

Morte do riso
O termo foi usado pela primeira vez em 1956 e se refere a uma forma muito rara de morte, causada por uma crise de riso que pode levar à uma parada cardíaca.
Elfandarilha
© Shutterstock

Polidactilia
É uma anomalia que é o crescimento de dedos extras. Na maioria dos casos estes dedos extras só são feitos de tecido, mas há casos em que há também o osso.
Elfandarilha
© Shutterstock

Porfiria
Eles são um grupo de doenças raras que afetam principalmente o sistema pele ou nervoso, resultando, às vezes, até mesmo em dor abdominal. Outro sintoma é a sensibilidade excessiva à luz solar.
Elfandarilha
© Shutterstock

Dermatite neglecta
Transtorno para que as mãos do paciente parece estar cobertas com terra.
Elfandarilha
© Shutterstock

Síndrome de Moebius
É uma desordem neurológica rara, causada por um desenvolvimento imperfeito dos nervos cranianos. Quem sofre desta doença não é capaz de sorrir, ou fazer movimentos oculares laterais.
Elfandarilha
© Shutterstock

Síndrome de Cotard
Uma pessoa com esta síndrome vivem convencidos que estão mortas, não reagem a estímulos externos ou a outras pessoas.
Elfandarilha
© Shutterstock

Esquizofrenia
Apesar de ser uma doença já conhecida, a ciência continua a ignorar as causas. Estima-se que um em 100 é afetado por esta doença. A pessoa afetada é incapaz de distinguir o que é real e o que não é.
Elfandarilha
© Shutterstock

Alergia a água
É conhecida, cientificamente como Urticária Aquagênica, sendo descrita pela primeira vez em 1964. Quando ataca, desenvolve o aparecimento de lesões na pele, sendo mais comum em mulheres que homens.
Elfandarilha
© Shutterstock

Argiria
É o que acontece quando uma pessoa tem excesso de prata coloidal em seu sistema. Ainda não há tratamento para a condição. Uma vez que se estabelece, prepare-se para uma vida inteira se parecendo como um negativo fotográfico.
Elfandarilha
© HypeScience

Síndrome de Parry-Romberg
A doença faz com que a pele e os tecidos moles de metade de seu rosto lentamente sejam encolhidos, ou seja, chupados para dentro. Também descolore a pele, afunda seu globo ocular para trás em seu crânio, e faz com que a sua mandíbula pare de abrir corretamente. Por que apenas metade? Boa pergunta.
Elfandarilha
© HypeScience

"Os homens sentem mais a necessidade de curar as suas doenças do que os seus erros."
- Sophie Ségur -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo