segunda-feira, 21 de novembro de 2016

20 gângsters mais ricos da história


O MSN elaborou uma lista com 20 gangsters que conseguiram juntar fortunas enormes por meio do tráfico de drogas e a prática de outros crimes. No entanto, na maioria dos casos, o dinheiro não foi suficiente para salvar-lhes a pele.

Estes Senhores eram donos de mansões, iates, jóias, carros de luxo, e até mesmo ilhas. Tinham roupas de grife, mulheres bonitas e um suprimento infinito de entretenimento. Porém, com o tipo de trabalho, eles tiveram que ser extremamente cuidadosos; guarda-costas, veículos blindados, identidades alternativas, etc.

Leona Helmsley: 2 bilhões de dólares 

Leona Helmsley, também conhecida como "A Rainha do Mal", construiu um império de propriedades com o marido, o magnata imobiliário Harry Helmsley. Ela foi condenada a 18 meses de prisão por evasão fiscal em 1992.
© PL Gould/IMAGES/Getty Images


Pablo Escobar: 30 bilhões de dólares

Nos anos 80, o chefe do cartel de Medellín era o sétimo homem mais rico do mundo. O tráfico de drogas valia a pena para o colombiano até ele ser assassinado em 1993.
© Eric VANDEVILLE/Gamma-Rapho via Getty Images


Al Capone: 100 milhões de dólares 

O famoso gângster americano fez fortuna com o contrabando de bebidas alcoólicas e outras atividades ilegais nos anos 1920, período em que vigorou a Lei Seca nos Estados Unidos. Preso em 1932, Al Capone cumpriu uma pena de 11 anos em Alcatraz.
© Photo Mondadori Portfolio via Getty Images


Frank Lucas: 52 milhões de dólares 

Entre o final dos anos 60 e meados dos anos 70, este gangster de Nova York ganhava até 1 milhão de dólares por dia com a venda de heroína. Durante a Guerra do Vietnã, Lucas armou um esquema com contatos que tinha no exército norte-americano para contrabandear drogas dentro dos caixões de soldados mortos em combate.
elfandarilha
© Wikimedia Commons


Amado Carillo Fuentes: 25 bilhões de dólares 

Nos anos 90, "el Señor de los cielos" ("O Senhor dos Céus") traficava toneladas de drogas da Colômbia e do México para os EUA. O chefe do cartel de Juárez, no entanto, teve um triste fim, morrendo durante uma cirurgia plástica em uma tentativa de mudar sua aparência.
© AP Photo/El Norte


Bernard Madoff: 820 milhões de dólares 

O famoso gestor financeiro americano ficou conhecido por articular uma das maiores fraudes financeiras da história, enganando milhares de investidores através de um esquema em pirâmide. No entanto, ele terá bastante tempo para refletir sobre as consequências de seus atos. Em 2009, Madoff foi condenado a 150 anos de prisão por extorquir 60 bilhões de dólares dos seus clientes.
© Jin Lee/Bloomberg News


Viktor Bout: cerca de 6 bilhões de dólares 

Apelidado de "O Mercador da Morte", o maior traficante de armas do mundo cumpre atualmente uma pena de 25 anos de prisão nos EUA. Este ex-oficial das Forças Aéreas Soviéticas vendeu armas em todos os quatro cantos do mundo, depois da queda do muro de Berlim.
elfandarilha
© REUTERS/Damir Sagolj


Allen Stanford: quase 2 bilhões de dólares

Em 2012, este bilionário americano foi considerado culpado por uma fraude de 7 bilhões de dólares, lavagem de dinheiro e obstrução da justiça.
© REUTERS/Richard Carson


Dennis Kozlowski: 600 milhões de dólares 

O ex-CEO do conglomerado industrial Tyco foi condenado a 25 anos de prisão por desviar centenas de milhões de dólares da empresa entre 1999 e 2001. Ele usou o dinheiro para financiar o seu estilo de vida extravagante, comprando bens como iates e apartamentos luxuosos em Nova Iorque.
© Michael Nagle/Bloomberg News


José Figueroa Agosto: 100 milhões de dólares

Este famoso traficante de drogas porto-riquenho foi preso várias vezes. Sua fortuna, no entanto, continua bem escondida.
© AP Photo/El Nuevo Dia, Tania Dumas


George Jung: 100 milhões de dólares 

Este traficante de cocaína fez sua fortuna nos anos 80, vendendo drogas em terras americanas.
© Twitter @StartupCannabis


El Chapo: 1 bilhão de dólares 

Joaquín Guzmán Loera, ex-chefe do cartel de Sinaloa, é um dos maiores narcotraficantes de todos os tempos. Os governos do México e dos EUA planejam dividir sua enorme fortuna.
© REUTERS/Henry Romero


Dawood Ibrahim: fortuna 10 vezes a de Osama bin Laden que era estimada em 300 milhões de dólares

Atualmente procurado pela Interpol, este notório criminoso indiano pode estar escondido em um bunker de luxo em Karachi, no Paquistão, de acordo com diferentes veículos de comunicação. Ele controla 75% do tráfico mundial de heroína e possui outros interesses comerciais, incluindo diamantes, ouro e imóveis.
© Twitter @ZeeNews


Lucky Luciano: 105 milhões de dólares (R$ 336 milhões)

Nascido Salvatore Lucania, este famoso mafioso ítalo-americano era encarregado de uma grande rede de contrabando de álcool nos EUA. Ele se dedicava também a outras práticas ilegais, incluindo tráfico de heroína e prostituição. Ele fez história por ser o chefe da máfia que, em 1929, criou o Sindicato Nacional do Crime para organizar a bandidagem da mesma forma que os grandes negócios.
© Keystone-France/Gamma-Rapho via Getty Images


Semion Mogilevich: fortuna inestimável

Nascido em uma família de judeus ucranianos, este gangster apelidado de "o chefe dos chefes", é um dos criminosos mais perigosos da história. Ele pode ser um dos mais ricos também. Em 1970, Mogilevich ficou famoso ao enganar famílias judaicas que queriam emigrar para Israel. Mais tarde, ele se tornou o chefe da máfia russa. Alguns de seus crimes mais notáveis envolvem assassinato, tortura, tráfico de drogas e de seres humanos, extorsão e lavagem de dinheiro.
© REUTERS/Grigory Dukor


Meyer Lansky: 100 milhões de dólares 

Imigrante russo judeu, Meyer Lansky viveu no Brooklyn. Ele construiu um império do jogo com casinos em Las Vegas, Bahamas, Londres e Cuba (sob o general Batista). Aliado próximo de Lucky Luciano, este gangster foi tesoureiro do Sindicato Nacional do Crime por muitos anos. Lansky morreu em 1983.
© Wikimedia Commons


Toto Riina: 125 milhões de dólares em ativos apreendidos 

Nascido em 1930, Toto Riina comandava um reinado de terror na Sicília como membro da Cosa Nostra. Acredita-se que este famoso mafioso tenha assassinado pessoalmente pelo menos 40 pessoas e tenha ordenado a morte de quase mil, incluindo a de dois juízes anti-máfia. Riina foi preso em 1993, e seus bens, apreendidos.
elfandarilha
© Cufari/Rex Shutterstock


Khun Sa: 5 bilhões de dólares 

O caudilho birmanês Khun Sa foi responsável pelo tráfico de ópio no Triângulo Dourado, no Sudeste Asiático, de 1974 a 1994. Na época, a maior parte da heroína que chegava aos EUA vinda dessa região era cultivada nos campos de ópio de Khun Sa. Ele se rendeu às autoridades birmanesas em 1996.
© James McGrath/NY Daily News Archive via Getty Images


Nicky Barnes: 105 milhões de dólares 

Este ex-barão de drogas de Nova York, conhecido como "Sr. Intocável ", controlou o comércio de heroína no Harlem por muitos anos, subornando a polícia. Seu apelido ofendia tanto o presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter que ele pessoalmente interveio para garantir que Barnes fosse processado e preso. O traficante foi condenado à prisão perpétua, mas teve sua sentença reduzida em 1998.
© James McGrath/NY Daily News Archive via Getty Images


Kenneth Lay: lucro ilícito de 90 milhões de dólares apenas em 2001

Em 2006, o ex-CEO da Enron, poderosa empresa de energia, no Texas, foi considerado culpado pela falência completa do grupo. A fraude causou enorme prejuízo a milhares de funcionários e investidores.
© AP Photo/Pat Sullivan


Fonte: Espresso


"Mantenha seus amigos por perto, mas seus inimigos mais perto." - Vito Corleone (The Godfather) -

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo