terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Isabel I, a rainha que usou o primeiro vaso sanitário no século XVI


Nas cidades greco-romanas da antiguidade, os espaços sanitários públicos eram sempre em forma de bancos conjuntos. Nestes não havia compartições individuais. Em frente ao banco sanitário público passava sempre um pequeno córrego ou uma vala de água que era para os usuários fazerem as suas abluções.
elfandarilha.blogspot.pt
Foto Fubar Obfusco


No século XVI, famílias mais abastadas tinham cadeiras de madeira que em seu interior colocava-se um recipiente para a coleta dos dejetos.

E a rainha?

Diz a lenda que a primeira sanita (vaso sanitário) foi usada por Isabel I no final do século XVI. A ideia é mais antiga, e em sítios arqueológicos como Pompeia existem bancos corridos com buracos onde as pessoas se sentavam em grupo, defecando. Imagine a cena! Mas Isabel usou uma só para si, sem companhia.

John Harrington era seu afilhado e foi banido da corte por ter posto a circular um boato. Durante o seu exílio, entre 1584 e 1591, construiu a sua casa  em Kelston, perto de Bath, e para seu conforto aí instalou a primeira sanita com autoclismo. Chamou-lhe Ajax (em inglês, a jakes, palavra antiga sítio onde se aliviar dos dejetos. Por fim, a rainha madrinha perdoou-lhe a coscuvilhice e foi visitá-lo a Kelston. Fosse chá a mais ou uma empada fora de prazo, Isabel I usou a sanita, gostou e encomendou uma para ela.
 
elfandarilha
Foto Dica da Semana
John escreveu um livro sobre a invenção; chamando-se water closet, água em circuito fechado, descrevendo-a como"um recipiente com uma abertura no fundo, fechada por uma válvula revestida a couro". O sistema envolvia uma manivela, alavancas e contrapesos, que faziam a água correr de uma cisterna, abrindo a válvula.

O resto da nação não se entusiasmou como a rainha e continuou a preferir os bacios, que despejava alegremente para a rua. Demorou até os meados do século XIX para que o Parlamento inglês pusesse côbro a tal. O nome John é ainda hoje usado nos países anglófonos como sinônimo de sanita.

Em 1739, em Paris, foi criado o primeiro banheiro público com divisão por sexo e em 1885, Thomas Twyford lançou os primeiros vasos sanitários de porcelana e substituíram as peças de madeira. Em 1778, Joseph Bramah melhorou o invento de Harrington.

Vasos com sifão foram lançados no final do seculo XIX e no século XX, popularizaram o uso de banheiros dentro das residências com vasos sanitários.

Fonte: Dica da semana, wikipedia.org



"É preciso fazer-se amar e temer; esse é o único segredo." 
- Rainha Cristina da Suécia -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.