quarta-feira, 3 de junho de 2015

Tropas de elite mais poderosas do mundo


As forças de segurança são as organizações que têm como missão proteger e garantir a lei, a ordem e a segurança pública, num estado. 
Realizam operações de risco, descobrem os segredos dos inimigos e fazem o que nenhum outro destacamento militar seria capaz. São militares que passam pelo mais rigoroso treinamento que existe nas suas respectivas forças armadas e tem nas suas corporações apenas os melhores dos melhores.


BOPE, Brasil

© Dado Galdieri/Bloomberg

Famoso após os dois filmes da série 'Tropa de Elite', o Batalhão de Operações Policiais Especiais, ou BOPE, é uma das mais poderosas unidades armadas da América Latina e sua especialidade é guerra urbana, notadamente para o enfrentamento do tráfico do Rio de Janeiro, bem como a progressão em ambientes confinados e restritos. Ele também utiliza equipamento considerado mais poderoso do que a aplicação da lei civil tradicional.


GIS, Itália

© files/AP Photo

Formado em 1978, o Gruppo di Intervento Speciale (GIS) é uma força de elite de contra-terrorismo da polícia militar "Carabinieri". É um grupo de 100 homens de uma unidade especial que passa por rigoroso processo e treina artes marciais, desarmamento de explosivos e técnicas de reconhecimento. Na foto, uma operação para reprimir separatistas em Veneza.


Força de Ação Especial, Filipinas

elfandarilha© Bullit Marquez/AP Photo


Criada em 1983, a Força de Ação Especial das Filipinas se consolidou ao longo dos anos, recebendo treinamento dos maiores players da segurança mundial, como a equipe de resgate do FBI, e é a mais importante força filipina de combate ao terrorismo. Foto: um sniper da Força de Ação Especial das Filipinas camuflado.

KOPASSUS, Indonésia

© Irwin Fedriansyah, File/AP Photo

O governo da Indonésia montou a KOPASSUS num esforço de fortalecer a inteligência e o contra-terrorismo. Ela ganhou a atenção mundial depois de várias operações bem-sucedidas, como invasão indonésia de Timor Leste e liberação de reféns de Garuda Indonesia Vôo 206.


SSG, Paquistão

© B.K. Bangash/AP Photo

Uma das forças especiais mais letais do Paquistão, o Special Services Group (SSG) combateu no Iêmen, na Índia e no Afeganistão. Em 2010, 300 homens da SSG ajudaram a Arábia Saudita e o Iêmen a combater os Houthis na região. Na foto, uma operação da SSG contra a Al-Waeda em 2003 no Afeganistão.


SAS, Reino Unido

© John Rogers/Getty Images

Fundada em 1941, o Special Air Service (SAS) ganhou maior importância em 1980, depois de liderar a Operação Nimrod para reprimir um ataque à embaixada iraniana em Londres. Hoje é considerada uma das mais poderosas tropas de elite do mundo, conhecida por suas operações de contra-terrorismo.


Commandos, Afeganistão

© Musadeq Sadeq/AP Photo

A unidade dos Commandos, das forças especiais afegãs, foi criada em 2007 para ajudar americanos, franceses e outras forças armadas no combate a forças terroristas, como o Talibã.  Uma formação em Cabul, Afeganistão, em 2012.



EKO Cobra, Áustria

© Juergen Schwarz/Getty Images

O grupo foi formado em resposta aos trágicos acontecimentos de 1972, quando um grupo terrorista matou atletas israelenses nas Olimpíadas de Munique. Em 1996, conseguiram recuperar o avião da Aeroflot Tupolev Tu-154 de um terrorista nigeriano. Foto: membros formados em Sankt Augustin, Alemanha.


GIGN, França

© Francois Mori/AP Photo

Também resultado da ação terrorista nas Olimpíadas de Munique, a GIGN (National Gendarmerie Intervention Group) foi formada em 1973. A unidade de elite de contra-terrorismo tem especialidade em missões de resgate e já realizou mais de mil missões, salvando 500 reféns. A mais recente missão envolveu a perseguição aos extremistas islâmicos responsáveis pelo massacre no jornal "Charlie Hebdo".


SSG(N), Paquistão

© Akhtar Soomro/REUTERS

O Grupo de Serviço Especial (SSG) da Marinha do Paquistão executa algumas das missões mais secretas do país. Os membros do grupo são regularmente enviadas para os SEALs, da Marinha dos EUA, para treinamento. Com uma taxa de abandono de 80% a 90%, o grupo tem uma das rotinas de treinamento mais rigorosas do mundo. Foto: o grupo em treinamento em Karachi.


Para Commandos, Índia

© B Mathur/REUTERS

Parte das Forças Armadas indianas, os Para Commandos são conhecidos por suas operações militares durante a guerra entre Índia e Paquistão (1965), pela Operação Bluestar (1984) e várias outras operações no Sri Lanka, Serra Leoa, e nos estados infestado com terrorismo no país . Foto: indiano das forças especiais commando GD Singh grita para o batalhão durante o desfile do Dia da República em Nova Deli em 26 de janeiro de 2012.


NSG, Índia

© TENGKU BAHAR/AFP/Getty Images

A National Security Guard indiana é uma unidade de forças especiais que inclui pessoal do Exército indiano além da Polícia Militar Central. Por causa do traje preto, o pessoal do NSG é muitas vezes citado como os "Black Cats" (Gatos Negros). Na foto, os homens cuidam da segurança do presidente americano Barack Obama em sua visita ao país.



SEK, Alemanha

© Roberto Pfeil/AP Photo

Uma unidade inspirada na SWAT americana, o Spezialeinsatzkommando, ou SEK, é uma unidade especial da polícia alemã especializada em ações anti-sequestro e ataques terroristas. Os candidatos a integrar a unidade de elite devem ser "extremamente fortes", física e mentalmente, sendo que apenas 30% dos candidatos passa dos testes preliminares.


JW Komandosów, Polônia

© Kacper Pempel/REUTERS

A JWK foi formada em 1961 e é uma das seis unidades de forças especiais da Polônia. Seus comandos são especialistas em reconhecimento, guerra não convencional e proteção pessoal.


Navy SEALS, EUA

© John Scorza/US Navy via Getty Images

Os SEALs (Navy’s Sea, Air, Land Teams) recebem treinamento para sobreviver nos mais extremos ambientes, desde florestas densas até os mais áridos desertos a temperaturas abaixo de zero. Em 2011, uma equipe de SEALs foi responsável pela operação que acabou na morte do terrorista Osama bin Laden.


Spetsnaz, Rússia

© Dmitry Beliakov/REX

A força de elite russa é a responsável pelas ações de repressão ao terrorismo mais importantes do país, como o sequestro em um teatro de Moscou em 2002. Na foto, um integrante da unidade toma posição na crise na escola de Beslan em 2004.


Força de Operações Especiais, Romênia

© Vadim Ghirda/AP Photo

Esta unidade especial da Romênia afirma que pode realizar missão em qualquer lugar no mundo em um espaço de tempo de 72 horas.Na foto, um integrante faz mira camuflado em Bucareste.


Força de Contra-Terrorismo do Iraque

© Ali/REUTERS

Com sede na capital iraquiana, Bagdá, o ICTF é conhecido por realizar ações contra o terrorismo em algumas das regiões mais hostis do país. Na foto: integrante faz seu curso em Amã, na Jordânia, em 23 de fevereiro de 2006.


Sayeret Matkal, Israel

© GPO via Getty Images

Alguns dizem que é a força de contraterrorismo mais eficiente do mundo. O Sayeret Matkal é a unidade de forças especiais das Forças de Defesa de Israel e tem como base o SAS britânico. Sayeret Matkal é conhecida por realizar algumas das operações mais secretas do mundo e se orgulha de ex-alunos como o atual primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e o ex-primeiro-ministro Ehud Barak.

Na imagem: foto de arquivo israelense pela primeira vez disponibilizada em 1º de novembro de 1971 mostra Benjamin Netanyahu (na direita) durante um exercício de treinamento como um membro da unidade de comando Sayeret Matkal.


SAS, Austrália

© David/REUTERS

Também inspirada no British Special Air Service, a SAS é uma unidade das forças armadas terrestres da Austrália que foram enviadas para a invasão do Iraque em 2003. Participou de muitas missões de repressão a insurgentes. Foto: um soldado aparece ao lado de um pôster de recrutamento.


Publicação original em MSN/notícias



* O maior inimigo do homem é a segurança - William Shakespeare -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.