segunda-feira, 13 de abril de 2015

Reflexões de minha vida, Dean Ford



Esta foi um grande sucesso. Lançada em 04 de dezembro de 1969, foi escrita pelo guitarrista da banda The Marmalade, Júnior Campbell.

Foi também uma parte notável da trilha sonora do filme de 2011 HBO Cinema Verite estrelado por James Gandolfini, Diane Lane, e Tim Robbins.
Ressurgiu em vários cinema trilhas sonoras tão diversas como a pré-campanha eleitoral de 1998 UK Government TV em apoio ao Acordo de Sexta-Feira Santa para Inside Deep Throat. O filme documentário que cobre a vida de Linda Lovelace.


Em outubro de 2008, "Reflections of My Life" foi usada como o fechamento títulos finais trilha sonora de um episódio da versão americana do drama da televisão britânica, Life on Mars. Em dezembro de 2009, a canção também foi usada no final do piloto do programa de televisão, Men of a Certain Age. 

O vocalista Dean Ford deixou o grupo em 1971.

Reflections of My Life, com novo arranjo e voz de Dean Ford - Produção de Joe Tansin.





The changing of sunlight to moonlight
A mudança da luz do sol para a luz do luar

Reflections of my life, oh, how they fill my eyes
São reflexões da minha vida E como elas enchem meus olhos...

The greetings of people in trouble
E as pessoas agradecendo, mesmo nas suas dificuldades

Reflections of my life, oh, how they fill my mind
São reflexões da minha vida, E como completam meus pensamentos

All my sorrows, sad tomorrows
Todo meu sofrimento, tristes amanhãs

Take me back to my own home 
Me levam de volta à minha própria casa

All my cryings (all my cryings), feel I'm dying, dying
Todo esse meu pranto (todo meu pranto), me faz sentir que estou morrendo aos poucos

Take me back to my own home (oh I'm going home)
Me levam de volta à minha própria casa (parece que estou voltando prá casa)

I'm changing, arranging, I'm changing 
Estou mudando, me organizando, estou mudando

I'm changing everything, ah, everything around me
Mudando todas as coisas. Mudando tudo ao meu redor

The world is a bad place, a bad place
O mundo é um lugar ruim, um lugar muito ruim

A terrible place to live, oh, but I don't wanna die 
Um lugar terrível para se viver. Mas eu não quero morrer...



Tradução: http://www.letras.com.br/


A banda escocesa ainda existe, se você puder acreditar nisso, embora nenhum de seus membros originais lá estejam.




* O homem que não tem a música dentro de si e que não se emociona com um concerto de doces acordes é capaz de traições, de conjuras e de rapinas. 
- William Shakespeare - 


4 comentários:

  1. Maravilhosa canção que fez parte de minha infância! A real época de ouro da música mundial que tive a felicidade de vivenciar.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Verdade, uma grande canção.

      Obrigada pelo comentário.

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.