sábado, 21 de março de 2015

Estudo sugere que divórcios aumentam entre janeiro e março


elfandarilha


O FindLaw.com (site de informação jurídica gratuita da internet), elaborou uma pesquisa e o resultado sugere que a taxa de divórcio aumenta em janeiro e atinge o máximo no mês de março.

Levando em consideração os peritos, esta é uma situação "presumível", pois como sabemos o ano novo traz necessidades de mudanças e acentuam os momentos de reflexão. Na época do Natal, algumas pessoas estabelecem o que vão fazer, mas em geral, aguardam pela aproximação do Dia do Namorados (14 de fevereiro), supostamente pela necessidade pessoal ou social, de ter companhia nesse dia.

Mark Ohnstand, advogado no Thomsen Nybeck, esclarece que "enquanto se pensa no divórcio, toma-se algumas medidas, tais como o aconselhamento conjugal com o objetivo de salvar o casamento, por exemplo. Muitos homens e mulheres adiam a decisão para evitar estresse adicional às épocas festivas". E também há a questão dos casais com filhos, "querem passar uma última temporada de férias (Natal) em família, frisou Ohnstad.

Outro estudo tratando da mesma questão analisou cerca de 10 mil perfis na rede social Facebook e a conclusão foi: os estados separado ou fim de relação ocorrem antes da primavera ou verão, e o pico é o mês de março.

Os dois estudos foram realizados em países onde a primavera tem inicio em março, neste ano iniciou-se em 19, portanto a dois dias.


Referências: FindLaw Informações Corporativas




* Fim de relacionamento: Um lado, refaz a vida do jeito que quer, o outro, 
do jeito que pode. - Kelson Kizz -



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.