segunda-feira, 16 de março de 2015

Brasileiros manifestam-se contra política de Dilma Rousseff



elfandarilha

Os brasileiros que saíram às ruas neste domingo para protestar contra Dilma Rousseff e o seu Partido dos Trabalhadores (PT) ultrapassou todas as expectativas, inclusive as inicialmente informadas os movimentos conservaodres que agendaram as manifestações. As 16:00h a Polícia Militar estimava que só em São Paulo se reuniam mais de um milhão de pessoas.

Houve também número expressivo de manifestantes em Brasília, Belém, Ribeirão Preto, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.


Brasília - © AP

As palavras de ordem mais ouvidas acusavam Dilma e o PT de corrupção, referindo à proximidade da Presidente Dilma e do seu partido ao escândalo de corrupção na Petrobrás, com investigações em andamento pelo Ministério Público.
Os manifestantes também afirmavam estarem contra a inspiração socialista do Governo brasileiro. Várias faixas chamavam à atenção para um plano político semelhante a Cuba.

Parece ter saído do principal plano de contestação o pedido de impeachment à Presidente. Cartazes com frases como Fora Renan, O poder está surdo, Por uma justiça menos cega, surda e manca, Fim da reeleição, Decência, ainda que tardia, Intervenção militar não, intervenção popular sim faziam parte do manifesto.

O Governo e aliados de Dilma Rousseff criticaram os pedidos de destituição que, defendem são inconstitucionais e prejudicam a democracia.

Deve-se entender que uma vez eleito um governante, não importa como este estará conduzindo os destinos do país não pode ser contestado ou destuído? É democrático eleger, destituir não? Em vários países, inclusive no Brasil, já houve destuição para excessos cometidos por um Presidente.


São Paulo  - A Avenida Paulista e arredores, foi tomada por multidão em protesto contra o governo Dilma e contra a corrupção deflagrada na Petrobras. © AFP

A manifestação foi pacífica e democrática, e a Polícia Militar, quando foi necessário intervir o fez e foram presas mais de 20 pessoas, que se identificaram por "Carecas do Subúrbios" por tentarem tumultuar o protesto em São Paulo.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou que a presidente Dilma Rousseff irá divulgar novas medidas contra a corrupção ainda esta semana e defendeu a reforma política no país.
"Um novo pacote de medidas contra a corrupção era uma das promessas de campanha da atual presidente. As suspeitas de corrupção serão investigadas e aqueles que forem considerados culpados, punidos", disse o ministro Cardozo.

Não basta é necessário bem mais que isso, a devolução do dinheiro desviado das obras, a revisão dos cortes no orçamento da educação, diminuir o absurdo número de ministérios, essa última sim seria uma demonstração que o governo estaria colaborando para diminuir a despesa, já que estará diminuindo despesas alterando regras nos direitos trabalhistas.

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, afirmou que "as manifestações de hoje foram realizadas por setores da sociedade críticos ao Governo, que não votaram em Rousseff nas últimas eleições". 

Senhor ministro por essa frase infeliz ficou claro que a presidência está muito mal representada.


Rio de Janeiro  -  © Agência Brasil

Algumas reações em redes sociais aos discursos dos representantes do governo e principalmente da ausência da Presidente.
@joaquimboficial Num dia como o de hj, achei um erro botar ministros de Estado para falar. O momento era para a Chefe de Estado se dirigir à Nação. Ponto.
@freire_roberto Quem lhe disse que o STF falou que impeachment não pode, @Edward_Pach Depois dessas manifestações de hoje impeachment começa a ser viável.
@marisascruz RT @MarcosVenezuel: Supondo q Rosetto acerta ao dizer "hj foi quem não votou em Dilma", então aquela MIXARIA d 6ª foram os votantes? FRAUDE!
@SenadorCaiado Pela lógica do ministro, hoje Dilma só governa então para 7%, que é o número na última pesquisa de pessoas que ainda aprovam a sua gestão.
@AssisAzevedo Ministro Cardozo se conhece o homem inteligente  por sua liberdade de expressão e não por seu poder de obediência.



* Nada encoraja tantos aos corruptos do que a impunidade. - Roberto Ornelas -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.