domingo, 14 de dezembro de 2014

Por que "Deus seja louvado" na nota de real?



Se o Brasil é um Estado laico, por que há um "Deus seja louvado" na nota do real?

Pergunta divina. 





É uma dessas tradições difíceis de derrubar, por mais nova que seja. Em 1986, o presidente José Sarney (outra tradição difícil de derrubar), felizmente ele decidiu "retirar-se",  mandou inserir a frase nas notas de cruzado. 


Em 1994, quando surgiu o real, o ministro da economia Fernando Henrique Cardoso manteve a "tradição da cédula brasileira", como disse na época. 


E, na carta constituinte de 1988, lê-se: "promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte Constituição da República Federativa do Brasil". Aí complica.

Fonte: Superinteressante


Seria isso, ou não?


- O Estado é laico, não ateu. Deus é um título genérico. O Estado aceita a existência de um Deus, mas não assume uma religião, isso é ser laico. 
A menção de Deus na Constituição não desnatura o laicismo, pois é genérica e não a vincula a qualquer religião. Apenas traduz a índole do povo, que na sua grande maioria manifesta fé por um Ser Superior. 



* Em questões de dinheiro temos todos a mesma religião. - Voltaire -


2 comentários:

  1. "O Estado é laico, não ateu. Deus é um título genérico. O Estado aceita a existência de um Deus, mas não assume uma religião, isso é ser laico.
    A menção de Deus na Constituição não desnatura o laicismo, pois é genérica e não a vincula a qualquer religião. Apenas traduz a índole do povo, que na sua grande maioria manifesta fé por um Ser Superior."

    Perfeito, é isso. Na nota de dólar está escrito "in god we trust" pelo mesmo motivo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vemos tantas discussões em torno desta questão que realmente não entendo como ainda não conseguiram ver o significado de laico. Ver ou aceitar, acho que está mais pela segunda e fazer desentendimentos.

      Obrigada pelo comentário.

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo