quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Ética não importa, respeito também não





   Foto exame.abril  -   Senado 03/12/2014


Em países onde os políticos são decentes, quando a Constituição é ameaçada, a Suprema Corte, ou equivalente a ela, garante a manutenção da Lei.
E aqui, a quem recorrer, com a convicção de que a Lei e a Ordem serão preservadas, e com isto, a Liberdade?


Cresci ouvindo à exaustão que todo homem tem seu preço, envelheço testemunhando esse dito.
Falar de vergonha? Não adianta mais, já passou todos os limites, cuspiram, ignoraram a Carta Magna, e nada acontece, todos acatam essa barbaridade flagrantemente inconstitucional.


E depois não aceitam que falemos que em outros tempos as pessoas tinham valor e não preço, somos tachados de antiquados, saudosistas.
O país não pode ficar exposto e à mercê dos coronéis, a maioria senhores feudais, que jamais largarão o osso, afetando direta e danosamente a nossa vida, que diga-se de passagem, é de trabalho árduo e muito suor.
Já estamos naquela ditadura, disfarçada, mas ditadura.

Confesso-me envergonhada com os atos que presenciamos, patrocinados por deputados e senadores, eleitos, com a finalidade de fiscalizar o Executivo. Fiscalizar, não ser conivente com o desmando. Um congressista aceitar condições de quem está descumprindo a lei, foi a maior demonstração de que existem parlamentares comprometidos apenas com o dinheiro. Ética, não faz parte de suas práticas. Isso não é Congresso, é um balcão de negócios. Nossos poderes estão todos corrompidos? Após essa votação a favor do governo, onde a Constituição foi desrespeitada, vejo nuvens negras no horizonte da Pátria. A democracia brasileira está agonizante. Irremediavelmente!




* A política brasileira está de tal modo contaminada pela corrupção que o próprio eleitor sente que erra todas as vezes que vota, independente do candidato escolhido. - Bruno Resende Ramos -


2 comentários:

  1. Realmente, Rita, estamos a mercê dos coronéis e senhores feudais... mas o engraçado é que o partido que a esquerda de vanguarda mais odeia no Brasil, que é o DEM, dito pelos militantes do PSOL, PCdoB, PT como latifundiários, foram os que mais lutaram contra a vergonha que foi a votação da PLN 36. Os papéis se inverteram, e assim vemos que o poder trás consigo a ganância e a implicância de outrora devia ser inveja. E no caso do PT, que perdeu totalmente a ideologia das décadas de 80 e 90, a coisa fica ainda pior. Querem totalitarismo, estado maior. E mais do que nunca, puseram preço nos homens, conseguiram pagar alto. E o que mais me irrita é a indiscrição das compras de político hoje em dia. O que era feito na surdina, agora ocorre na nossa cara. E o povo anda tão alienado que nem percebe esses absurdos... A falta de ética agora deve ser aceitável, só pode...

    Abraços, querida!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno

      Como podemos confiar num governo que muda as regras conforme a sua necessidade? A credibilidade fica abalada e a desconfiança aumenta...O governo está tratando os congressistas exatamente como eles são.Trata-se única e exclusivamente uma questão de preço. Depois queixam-se da imagem que carregam. Vendem-se quando deveriam lutar pela distribuição de verbas para seus estados. O DEM fez o que deveriam ter feito outros partidos, mas como pessoas tem preço, muitos acessíveis, inclusive, a corrupção venceu mais uma vez.

      Abraços

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.