quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Fios que contam a verdade

Através dos cabelos é possível revelar muito sobre os hábitos de seu dono, até o que ele não gostaria.

Napoleão Bonaparte (1769 - 1821) morreu do que mesmo? Alguns historiadores convenceram-se de que o general francês foi vítima de câncer no estômago, por ter ele começado a tomar um anti-séptico intestinal à base de cloreto de mercúrio (calomelano) à sua chegada à ilha de Santa Helena. Já para outros a suspeita é de que ele teria sido lentamente envenenado por um serviçal, teria este colocado subtância tóxica em suas taças de vinho. 

Em 1961 o escocês Sten Forshufvund, da Universidade de Glasgow, na Escócia, que o organismo imperial estava repleto de arsênico, dando maior força à segunda tese. Mechas de cabelos de Napoleão Bonaparte foram examinadas quase um século e meio depois de sua morte por Forshufvund. Certo, que não forneceu uma prova definitiva do assassinato, poderia o general ter ingerido o veneno acidentalmente. Mas que foi arsênico, foi. Com um indício desses, convenhamos que pode haver um culpado. É bem possível.

Isto para dizer que cada fio de cabelo é um retrato em miniatura de seu dono. Desde que não seja cortado, retém por milênios, as substâncias que um dia circulavam pelo sangue. Razão para ser um útil instrumento para detectar a falta de minerais importantes para a saúde ou ainda para identificar a presença de substâncias tóxicas no corpo.

E há mais  

O cabelo é praticamente eterno, formado pela proteína chamada queratina, a mesma das unhas e diferente dos demais tecidos do organismo de uma pessoa, não se altera nem deteriora por milênios. Em 1993, pesquisadores americanos encontraram traços de cocaína em pelos de múmias peruanas com mil anos.

O que se pode saber através de  um simples exames de suas madeixas


Consumo ilegal

A presença de anfetaminas, anabolizantes, cocaína, heroína, maconha é uma das identificações que podem ser feitas a partir do cabelo. Aí, a análise das melenas apresenta vantagens sobre os exames de sangue e urina. A coleta é simples e todo o processo não demora nem 24 horas. Depois, mesmo que a pessoa já tenha parado de usar a droga, a substância permanece impregnada nas escamas capilares. No caso da urina, os resquícios duram poucos dias. Exames no cabelo não denuncia o consumo de bebidas alcoólicas. O álcool é rapidamente eliminado do organismo, antes de incorporar-se aos fios.

Sinal de alerta

Os fios são bons indicadores de envenenamento por mercúrio e arsênico. Este último é ingrediente de agrotóxicos e de preservantes de madeira utilizado pela indústria de móveis. Se aspirado ou ingerido em grande quantidade, causa danos ao sistema nervoso e pode até matar. O mercúrio, usado nos garimpos para separar o ouro de outros minerais, acaba por infectar os rios e contaminando plantas, animais e peixes. Mineradores são vítimas constantes dessa intoxicação, podendo desenvolver doenças sérias, como o câncer. Sendo a forma mais eficiente para identificar essas duas substâncias o teste do cabelo, por ser mais difícil de encontrar os traços na urina e sangue.

Prova de identidade

Uma das que citamos como até as que o dono não gostaria


Testes de DNA para verificar paternidade também fazem uso da análise do cabelo. Para este exame é necessário recolher moléculas com o código genético intacto, existentes apenas na raiz e na base de cada fio. Nas investigações criminais a polícia também faz uso destes testes. Amostras de pelos encontradas em cenas de crime servem como prova contra um suspeito. O único problema é que as moléculas de DNA não duram para sempre.

Fonte: Superinteressante



TABELA 1: Utilidade Comparativa da Urina, Saliva, Suor e Cabelo como Matrizes Biológicas para Detecção de Drogas. Fonte: OBID - Observatório Brasileiro de Informações Sobre Drogas apud Lowinson e col., 1997.




* Todas as drogas são perda de tempo. Elas destroem sua memória, 
seu respeito e tudo que vem com a auto-estima descobri 
que elas são uma perda de tempo.  Kurt Cobain 


Um comentário:

  1. Bom, depois dessa postagem, acho que a melhor maneira de uma pessoa ser apagada mesmo da face da terra, é ficando careca! kkk, vai ter sempre uma fonte de informação sobre ela se tiver um fiozinho de cabelo por aí! Interessante mesmo.
    E sobre a citação do Kurt Cobain; eu também já vi o John Lennon dizer algo parecido em uma entrevista num documentário, alguns anos depois do fim dos beatles (ah, eu sou beatlemaníaco, kkk):
    Ele foi perguntado sobre o que achava do consumo de drogas pelos jovens. A resposta, achei genial. Ele disse que se a igreja, mesmo pregando que os jovens não bebessem nem transassem antes do casamento não conseguia êxito, não iria ser ele que falaria para que não consumissem drogas. Mas citando o próprio exemplo, disse que já havia vivido o universo das drogas profundamente, mas que não havia nada melhor no mundo do que estar sóbrio.
    Abraços, querida!


    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.