sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Elegemos nosso representante e o deixamos à vontade


Que país é esse trata tão mal aquele que não tem, que não pode, que não é, que não sabe e todas as outras formas de exclusões? Que país é esse que não trás para o meio aqueles que estão à margem?

Por que andamos em dia com nossas contas, se muitas vezes não vemos o dinheiro do imposto que pagamos sendo aplicado?  Lamentavelmente se precisamos de saúde temos que pagar um plano de saúde. O nosso país não cuida do nosso povo como precisaria cuidar, quantas pessoas estão morrendo por falta de atendimento público? A falta de saúde é pela falta de aplicação do dinheiro que o povo paga de impostos em benefícios.

Lá fora, em alguns países já se faz diferente, muito diferente, aplica-se em boas escolas, em segurança, pode-se andar na rua sem medo de assaltantes, de sequestradores. Nestes países já se fez para o contribuinte, com o dinheiro de imposto aquilo que é o compromisso do serviço público. No Brasil já se fez algumas mudanças, muita coisa boa já aconteceu, mas ainda não é o destino final, há muito que fazer, muito.

O bom brasileiro é aquele que continua lutando pelos direitos da sociedade, é aquele que acompanha o que está fazendo o candidato que votou, naquilo que está fazendo o seu representante. O país precisa ser moralizado e a iniciativa é nossa. Há tantas coisas que são responsabilidades nossas, a corrupção começa em pequenas coisas, quando me recuso a ser honesto, a ser verdadeiro, quando levo aquele dinheiro que não é meu, quando me beneficio daquilo que é de todos.

O que o país precisa é de mulheres e homens de bem. O país vai ficar melhor no dia em que trouxermos caráter para nossos atitudes, quando os governantes tomarem consciência que devem agir de maneira correta. Precisamos tomar muito cuidado com as pessoas que colocamos para cuidar dos destinos do país.   
Não podemos ficar indiferentes ao processo político. São representantes nossos, pagamos o salário deles, trabalham para o povo. Deputado que nem olha para o povo, está errado, é meu representante, ele precisa entender que está a meu serviço. Seu papel não é aparecer na campanha política para pedir votos e depois fazer de conta que não nos deve nada.

Os jovens tem que ter oportunidade de trabalho, estudar para diminuir a violência e a criminalidade. Criminalidade desaparece no momento em que trabalhamos programas educacionais, no momento em que o povo trabalha, tem emprego e dignidade para honrar seus compromissos. O Brasil precisa mudar, nós não queremos caridade de ninguém, apenas o direito de que merecemos viver bem.


* O melhor governo é aquele em que há o menor número de 
homens inúteis. - Voltaire -


2 comentários:

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.